Robervaldo Linhares Rosa (BR)

Pianista e musicólogo, 1º Prêmio no Concurso Nacional de Piano do Instituto Brasil-Estados Unidos (1997) e Art-Livre (2002), e Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música (2013). Doutor em História pela Universidade de Brasília (UnB). Mestre em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Bacharel em Música pela Universidade Federal de Goiás (UFG). É professor nesta instituição, tendo sido coordenador do curso de Licenciatura em Música, e desenvolve pesquisas que procuram conciliar a prática musicológica com a prática interpretativa. Grande intérprete e divulgador do repertório dos séculos XX e XXI, sobretudo da obra de compositores como Seymour Bernstein, Almeida Prado e Estércio Marquez Cunha. É bastante requisitado pela nova geração de compositores, quase sempre com peças dedicadas a Robervaldo, para que tenham suas obras estreadas por ele. Tem apresentado recitais em diversas cidades do Brasil e do exterior. Destaca-se sua atividade camerística, no Duo Limiares, com a flautista Sara Lima. Publicou Poemas de Amor e Variações (2004). Participou do CD O som de Almeida Prado. Em 2014 publicou Como é bom poder tocar um instrumento: Pianeiros na cena urbana brasileira (Cânone Editorial), livro contemplado com o Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música 2013.